Dieta para ganhar peso

gain-weight-muscle-build-hacks.jpg

Da mesma forma que existem dietas malucas para emagrecer, existem também as loucuras feitas por quem quer engordar. O baixo peso é definido como um índice de massa corporal (IMC) inferior a 18,5 kg/m2. 

Algumas pessoas são naturalmente muito magras, mas ainda são saudáveis. Porém, outras pessoas, quando estão muito magras sofrem com problemas que incluem prejuízo da função imunológica, maior risco de infecções e osteoporose, disfunções na produção hormonal e na fertilidade, sarcopenia, demência e também maior mortalidade. 

Além da genética existem várias outras causas para alguém estar abaixo do peso considerado ideal incluindo desordens alimentares, hipertireoidismmo, doença celíaca, diabetes tipo 1, certos tipos de câncer, parasitoses, tuberculose, HIV/AIDS.

Agora, para ganhar peso de forma saudável não dá para viver a base de chocolate, refrigerante, bolo, leite condensado e pizza. Até porque é muito importante ganhar músculo e não só gordura. Comendo alimentos muito ricos em carboidratos simples e gorduras o magro vira um magro com barriga, com gordura acumulada na região abdominal, a mais perigosa. Lembre que existem pessoas magras com diabetes tipo 2, comm hipertensão ou outros problemas metabólicos associados à má alimentação.

A-Balanced-Diet-for-Weight-Gain.jpg

É importante então consultar um nutricionista para que seja calculada uma dieta apropriada. Quem quer ganhar peso precisará consumir mais calorias do que gasta, precisará também praticar atividade física e consumir nutrientes suficientes para gerar ganho de massa magra.  Carboidratos, proteínas, ácidos graxos essenciais, vitaminas, minerais, água adequadamente distribuídos ao longo do dia proporcionam resultados mais positivos.

O jejum intermitente está na moda mas para quem quer ganhar peso não é uma boa ideia. Coma com mais frequência incluindo em sua dieta castanhas e sementes, frutas (como abacate, açaí, banana) e frutas secas, laticínios, óleos vegetais, aveia, arroz integral, tubérculos, leguminosas e outras fontes de proteína (carnes, ovos, quinoa, cogumelos...).

Se você tem dificuldade em aumentar o volume das suas refeições evite beber água com a comida pois sentirá menos fome, sirva-se em pratos maiores, converse com seu nutricionista acerca de suplementos que possa te ajudar (whey protein ou proteínas vegetais isoladas, creatina, weight gainers...).

Por fim, durma bem. Sem dormir você produz muito cortisol e não recupera bem a musculatura que foi trabalhada durante sua atividade física. 

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!