A polêmica do chocolate

Em um estudo da revista Circulation, 11 pacientes que realizaram transplante de coração tiveram uma melhora na função coronária vascular ao consumirem chocolate amargo. Porém, de acordo com editorial publicado na revista científica the Lancet em dezembro de 2007, os ganhos proporcionados pelo consumo de chocolate podem ser difíceis e lentos já que para que o chocolate tenha este efeito ele deve ser fico em flavonóides. Porém, como alguns fabricantes retiram o composto do cacau, o chocolate acaba não trazendo benefício algum à saúde. Não é obrigatório que o conteúdo de flavonóides seja discriminado nos rótulos por isto tenha cuidado já que os chocolates são ricos em calorias e o tiro pode sair pela culatra já que pode causar ganho de peso por ser rico em açúcar e gordura. A opção é ficar com os alimentos ricos em flavonóides e pobres em calorias como agrião, amora, couve, cebola, chá preto, chá verde, laranja e pimentão verde.

Referência: "The devil in the dark chocolate". The Lancet, V. 370, N. 9605, 22 de dezembro de 2007, p. 2070.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!
Tags