Respiração é vida

Respiração é fundamental para nossa existência. Podemos passar dias sem comer ou beber, mas se não respiramos nosso cérebro e nosso coração deixam de funcionar em poucos minutos.

Nossa forma de respirar afeta nossos níveis de energia, a vitalidade das células e até nossas emoções. Pulmões, diafragma e coração trabalham juntos. O coração bombeia sangue rico em nutrientes e oxigênio por todo o corpo. O sistema cardiovascular e o sistema respiratório são intimamente ligados.

O diafragma é o grande auxiliar do coração, atuando em conjunto com as contrações musculares, que o ajudam para que o sangue volte para cima, em direção ao coração, lutando assim contra a força da gravidade.

Quando respiramos mais lentamente acalmamos o coração, quando respiramos mais rapidamente ele bate mais rápido, como acontece durante um treino de corrida. Prestar atenção à respiração é uma das técnicas meditativas para acalmar a mente, para deixarmos de remoer o passado, para nos preocuparmos menos com o futuro. Cada vez que respiramos fundo e devagar o abdome se expande e começa a massagear os órgãos internos. Quando enchemos o peito de ar, receptores dos pulmões são alongados e enviam ao sistema cardiovascular sinais de relaxamento que desencadeiam a redução da frequência cardíaca. 

Quando estamos desanimados, ansiosos ou deprimidos a respiração se torna superficial e lenta. Quando comemos demais também temos dificuldade para respirar profundamente. Também podemos ter maior dificuldade de eliminar todo o gás carbônico produzido, o que aumenta o cansaço e o desânimo.

Assim, aprender a manter a cabeça no presente e a respirar lentamente é uma tarefa importante para todos. Apesar de gratuita e acessível para qualquer pessoa, não é algo fácil. Não temos o hábito de ficarmos parados, nos entediamos facilmente. Mas nosso coração e nossa mente precisam dessas pausas.

Para os que lutam contra a compulsão alimentar indico um exercício: antes de comer, especialmente se você estiver perturbado, cansado, estressado, sente-se e volte a atenção para sua respiração. Esta prática pode parecer difícil no início, mas à medida que for treinando perceberá uma mudança na qualidade da sua respiração e, com ela, uma melhoria em seu bem-estar.

Nosso corpo sabe como respirar. Não existe uma forma certa ou errada. Apenas observe a respiração sem nenhuma crítica. Às vezes estará profunda, outras vezes será mais curta. Depois de um minuto ou dois, investigue:

  • Em que partes do corpo você sente sua respiração?
  • Ela tem ritmo? É um ritmo agradável?
  • Coloque as mãos sobre o abdome e sinta a respiração. Permaneça por 1 a 2 minutos.
  • Coloque as mãos sobre as costelas e sinta sua respiração. Permaneça por 1 a 2 minutos.
  • Coloque as mãos sobre o peito e sinta sua respiração. Permaneça por 1 a 2 minutos.
  • Consegue imaginar a respiração e o oxigênio fluindo pelo corpo inteiro?

Quanto mais você experimentar essa condição mais fácil será acalmar sua mente. A redução do estresse beneficiará sua saúde e contribuirá para a redução da compulsão alimentar. Saiba mais em meu curso online.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!