Ômega-3 é importantíssimo para bebês prematuros

Após 6 anos de estudos, pesquisadores da Universidade de Adelaide demonstraram que altas doses de ômega-3 administrados pelo leite materno melhora o desenvolvimento mental de prematuros. O DHA (ácido docosaexaenoico) não é produzidos suficientente nos bebês até que completem 33 semanas gestacionais, porém com a suplementação evitou-se atrasos no desenvolvimento cognitivo.

Meninas que receberam o leite rico em DHA mostraram um desenvolvimento melhor, o que demonstra que talvez bebês do sexo masculino necessitem de doses ainda maiores. O leite materno é o melhor alimento para qualquer bebê até os 6 meses de vida. Mesmo que o seu bebê tenha nascido antes do esperado não desista de amamentar. Fazer a ordenha do leite e oferecer em um copinho é muito importante e deve ser repetida até que o bebê seja capaz de sugar sozinho. O leite materno fornece os nutrientes que o seu bebê precisa em cada momento e ainda confere ao recém nascido proteção extra já que anticorpos são passados pelo leite da mãe para o filho.

A íntegra da pesquisa pode ser lida na revista da American Medical Association (JAMA).

Indivíduos com síndrome de Down, autismo, gestantes, lactantes e veganos devem considerar a suplementação contínua de Ômega-3. Busque mais sobre este assunto neste blog.

Meus cursos sobre alimentação e suplementação na Síndrome de Down e no autismo estão com desconto. Clique para acessar.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!