Yoga como segunda formação

Fiz minha primeira formação em yoga aos 30 anos, minha segunda após os 40. E hoje, nos cursos tenho colegas com mais de 50 ou 60 anos de idade. Acho isto ótimo e normal. Afinal, o mesmo acontece nas outras áreas. Ministrando aulas em cursos universitários de nutrição, saúde coletiva, educação física, dentre outras áreas sempre tive alunos entre 16 e 60 anos. Para os alunos mais velhos um novo curso é um recomeço, não de uma nova carreira, mas de uma nova vida, com novos objetivos e esperanças. No caso do Yoga, nada poderia ser mais normal do que alunos mais velhos. Afinal, grande parte dos praticantes possuem 40 anos ou mais.

São várias as razões para uma segunda formação nesta área. Alguns de meus alunos dizem desejar um treinamento para poder compartilhar o yoga com outras pessoas, outros dizem desejar uma vida mais flexível e com qualidade de vida. Outros dizem ter buscado o yoga como uma terapia para envelhecer com saúde e acabaram se apaixonando pela filosofia no processo.

O importante é que nunca é tarde demais. Pode-se fazer um curso de formação de yoga aos 18 anos, assim como em qualquer outra fase da vida. Yoga não é uma atividade física que faremos hoje mas para o resto da vida. Por isto, podemos ir com calma sempre. Afinal, yoga não é sobre o que acontece por fora e sim sobre o que acontece por dentro.

Esta semana começa o curso de formação online em práticas integrativas com ênfase em yoga e ayurveda. Saiba mais aqui.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!