Conexão intestino-cérebro no autismo

O transtorno do espectro do autismo é caracterizado por dificuldades de interação social e na comunicação, além da presença de interesses e comportamentos repetitivos e estereotipados. Sintomas gastrointestinais também são frequentemente relatados e descritos na literatura científica (Theije et al., 2011).

Apesar das causas dos TEA parecerem desconhecidos, estudos mostram que existe uma importante contribuição genética. Contudo, fatores ambientais parecem se somar aos genéticos na expressão do fenótipo autista.

Em decorrência das dificuldades sociais e de comunicação o diagnóstico de desordens gastrointestinais é um desafio grande nos TEA. Sintomas frequentes incluem constipação, diarreia, dor abdominal, alergias alimentares, refluxo gastroesofágico, colite e infiltração de linfócitos no intestino. Além das alterações imunológicas, o desequilíbrio da microbiota intestinal (Adams et al., 2011; Finegold et al., 2010) parece outro responsável pelos distúrbios gastrointestinais nos TEA.

Theije et al., 2012

Theije et al., 2012

Desequilíbrios imunes levam a aumento da permeabilidade intestinal. Células enterocromafínicas, linfócitos, mastócitos e células dendríticas secretam fatores neuroimunes que estimulam nervos entéricos. Citocinas chegam à circulação e atravessam a barreira hematoencefálica, aumentando a neuroinflamação e desequilibrando a homeostasia cerebral. A suplementação de probióticos tem sido uma opção de tratamento, reduzindo a hiperpermeabilidade intestinal e restaurando a microbiota (Critchfield et al., 2011; Gilbert et al., 2013; Reide et al., 2011).

Alguns alimentos podem perpetuar a inflamação intestinal. Alergias alimentares parecem ser mais comuns em pessoas com TEA. Estudos mostram que a exclusão do gluten e de laticínios melhora a permeabilidade intestinal e reduz a inflamação (Elder et al., 2006Lau et al., 2013). 

Mais artigos sobre autismo aqui.

Mais artigos sobre desequilíbrios da microbiota intestinal (disbiose) aqui.

Desconto no curso online aqui.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar este blog.