Refrigerantes e problemas de saúde - mais uma vez

Estou morando no Chile, o terceiro país que mais consome coca-cola no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e México. Com o aumento do consumo aumenta também a incidência de obesidade. O Chile é o 6o país do mundo com o maior número de crianças obesas e o primeiro da América Latina. Mas o consumo de refrigerantes trás outros problemas.

O corante caramelo ou 4(5)-metilimidazola é carcinogênico (Jacobson, 2012). Está presente em alguns sucos e chás industrializados (Lee e Lee, 2016), refrigerantes, doces e molhos, como o de soja (Lee et al., 2016), além de algumas marcas de gelatina, colágeno em pó, bebidas e suplementos esportivos.

O estado da Califórnia adota como dosagem segura de consumo de corante caramelo 25 mcg/dia (Jacobson, 2012). Um único copo de pepsi-cola (200 ml), por exemplo, fornece entre 38,2 e 150ml de 4(5)-metilimidazola (Smith et al., 2015), dependendo da fábrica e tipo (diet, light, regular).

Os consumo de refrigerantes está associado à várias outras doenças como diabetes, artrite reumatóide, problemas cardiovasculares, gota,  fraturas ósseas, doenças renais e até asma. Para ler os artigos anteriores publicados neste blog sobre o consumo de refrigerantes clique aqui.

 

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!