Influências ambientais e nutricionais no desenvolvimento dos transtornos do espectro do autismo

Fonte da imagem: http://www.ozy.com/fast-forward/autisms-gut-brain-connection/33302

Fonte da imagem: http://www.ozy.com/fast-forward/autisms-gut-brain-connection/33302

A prevalência de autismo continua a aumentar em todo o mundo. As causas do transtorno são multifatoriais e incluem componentes genéticos, ambientais e dietéticos. A inflamação do cérebro é comum e pode ser desencadeada por neurotoxinas, como metais pesados e percloratos; ou por carências nutricionais (zinco, vitamina D, ômega-3). Também existem evidências de uma conexão intestino-cérebro no autismo, o que exige um maior cuidado com o trato digestório. Para Bjorklund e Chartrand (2016) o acompanhamento nutricional é fundamental, já que traz ótimos resultados com efeitos colaterais mínimos.

Saiba mais no curso online: alimentação e suplementação no autismo

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!