Baixo consumo calórico na gestação prejudica o desenvolvimento cerebral do bebê

Estudo publicado no journal Proceedings of the National Academy of Sciences mostrou que mães com dietas com baixas calorias correm maior risco de ter bebês com problemas comportamentais e baixo QI. O problema é que quando não chegam alimentos em quantidade suficiente no bebê, principalmente no início da gestação, há menor formação de conexões neurais no feto. O efeito parece ser ainda pior em adolescentes grávidas - que ainda estão em fase de crescimento - e gestantes mais velhas, cuja placenta é menos eficiente no fornecimento de nutrientes para o bebê. O ideal, portanto é que as mulheres preparem-se para engravidar, consumindo uma dieta variada, rica em frutas e verduras e com calorias suficientes. Além disso o pré-natal é fundamental afim de que o ganho de peso gestacional e o estado de saúde da mãe e do bebê sejam acompanhados.

Clique aqui para mais notícias sobre alimentação e gestação.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!
Tags