Benefícios do óleo de orégano

Os antibióticos são a ferramenta número 1 para o tratamento de infecções. Contudo, os mesmos não são livres de problemas. Dentre os  efeitos colaterais destacam-se: resistência bacteriana, disbiose (desequilíbrio da microbiota intestinal), aumento das alergias, boca e pele ressecadas; zumbidos nos ouvidos, tremores, queimação, espasmos musculares, confusão mental, ansiedade, alterações no metabolismo da glicose dentre outros. , alucinações e reações psicóticas), ao coração, fígado e pele (machucados dolorosos e que deixam cicatrizes), ao sistema gastrintestinal, à audição e ao metabolismo do açúcar no sangue..

Felizmente, algumas estratégias podem ser utilizadas quando o uso de antibióticos não for imprescindível. Para a melhoria da imunidade a suplementação de zinco, vitamina A e probióticos mostra-se efetiva. Menos conhecido, o óleo de orégano também vem sendo utilizado. Contém compostos como carvacrol e timol com poderosos efeitos antibacterianos e antifúngicos. O orégano é membro da mesma família da menta (Labiatae) mas o utilizado para fazer o óleo essencial é distinto daquele que usamos no recheio da pizza (Hussain et al., 2011).

O óleo essencial de orégano possui propriedades medicinais. É caro pois a produção de 1 kg de óleo requer 1.000 kg de orégano selvagem. O composto principal, o carvacrol, é responsável pelo combate a fungos, bactérias (Kortman et al., 2014), parasitas, vírus, pela redução da inflamação e das alergias. Também possui efeito neuroprotetor (Celik et al., 2013). O óleo deve ser diluído em água ou em óleo de coco e não recomenda-se o uso por mais de 2 semanas. 

Se quiser conhecer mais sobre as propriedades dos alimentos faça o curso online Alimentos Funcionais. O mesmo é perfeito para os que querem aprender mais sobre as propriedades dos alimentos e o impacto dos mesmos na saúde e na prevenção de doenças.

Conheça mais sobre soja, tomate, berinjela, brócolis, mel, açafrão, chá verde, maçã, mirtilo, açaí, dentre tantos outros alimentos. Conversaremos também sobre nutrientes e não nutrientes que podem ser destacados nos rótulos dos alimentos por seu potencial benefício à saúde, incluindo ácidos graxos, carotenóides, fibras e probióticos.

    Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!