Já provou o mangostim?

Comprei duas unidades desta frutinha linda e exótica (R$1,00/cada). Seu nome é mangostim ou mangostão.  É uma fruta de casca avermelhada ou roxa. Sua polpa é branca, formada em gomos e de sabor doce e picante. A casca pode ser usada para fazer chás pois  é rica em antioxidantes (como a casca da jaboticaba), além de ter propriedades antifúngicas e antibacterianas.

A fruta é cultivada em áreas tropicais, quentes e úmidas. Uma porção (cerca de 100 gramas da polpa) fornece aproximadamente 63 kcal, 15g de carboidratos, 0,5g de proteína, 0,4g de gordura, 5,1g de fibras, 7,2 mg de vitamina C (12% da necessidade diária), além de outros nutrientes, incluindo cálcio, ferro, magnésio, potássio, tiamina e riboflavina.

Xantonas presentes na fruta previnem câncer como os de cólon, mama e pele (Akao et al, 2008; Aisha et al., 2012; Johnson et al., 2012; Kritsanawong et al., 2016;  Wang et al., 2012). Também combatem inflamação e possuem propriedades antialérgicas, inibindo prostaglandinas (Chen, Yang, & Wang, 2008; Nakatani et al., 2002). A fruta também é rica em ácido tânico, que mantém os níveis de açúcar no sangue sob controle (Fine, 2000Loo e Huang, 2007).

Na hora de comprar, opte pelas frutas com casca externa firme. O cabinho verde deve ter aparência saudável e brilhante. Evite os frutos com rachaduras. Ao abrir, a polpa deve ser branca e firme. Polpas amarelas tendem a ser mais amargas. 

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!
Tags