Eixo microbiota-intestino-cérebro e modulação de emoções e comportamento

Intestino e cérebro estão sempre comunicando-se. Sinais do cérebro modificam a movimentação, as sensações e produção de secreções no trato digestório. Por sua vez, o intestino envia sinais ao cérebro, que podem afetar as emoções, o comportamento, os níveis de estresse e de dor.

O eixo microbiota-intestino-cérebro influencia a produção de ácido gama-aminobutírico (GABA) e c-Fos. GABA ajuda a combater a ansiedade e sintomatologias de transtornos neuropsiquiáticos. Quando um neurônio é ativado de forma intensa, desencadeia-se o aparecimento de genes de expressão imediata, dentre eles o c-Fos. Este gene codifica a proteína com o mesmo nome, a qual relaciona-se com importantes processos bioquímicos como plasticidade neuronal, crescimento celular e mitose. 

NRM-Gut-brain-picture-2.jpg

Ensaios clínicos mostram que os probióticos (bactérias boas) possuem efeitos benéficos aliviando o sofrimento psicológico e normalizando o número de células Natural Killer (NK) reduzidas pelo estresse físico ou mental e por problemas gastrointestinais.

Bactérias boas podem ser adicionadas à dieta por meio da ingestão de alimentos como iogurtes, leites fermentados, kefir ou pelo consumo de suplementos de probióticos.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!