Berberina reduz o risco de osteoporose e regula a glicemia

berberina.jpg

A Berberis vulgaris é um espinheiro nativo da Europa, com propriedades semelhantes às do açafrão. A berberina é seu alcalóide principal e tem várias aplicações clínicas como no tratamento de diarreias bacterianas, doenças cardiovasculares, inflamação, alergias respiratórias e como hipoglicemiante (para reduzir a quantidade de açúcar no sangue).

Da planta Berberis vulgaris são usados o fruto, as folhas e a casca da raiz. Os frutos verdes são conservados em vinagre e consumidos como as alcaparras, os frutos maduros servem para fazer doces, geléias e xaropes. Se pode fazer infusão dos frutos ou cozimento (1 colher de café por xícara de água).

Estudos mostram que suplementos contendo berberina (900 a 2,000mg /dia) também são eficientes na melhoria da qualidade de vida e tratamento de problemas de saúde. Para redução da glicemia a berberina deve ser tomada três a quatro vezes ao dia, antes das refeições. O uso deve ser feito com acompanhamento médico e nutricional. Altas doses podem irritar estômago e intestino. Além disso, não deve ser usada por pacientes fazendo uso de inibidores da fosfodiesterase.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!