Perda de peso saudável

healthyweightloss.jpg

Somos o tempo todo bombardeados com mensagens sobre como nosso corpo deveria ser. Muitas destas imagens são totalmente irrealistas e tem como foco exclusivo a aparência física. 

Adolescentes nas escolas de dança frequentemente têm o peso examinado e criticado por professores e colegas. O mesmo pode acontecer em casa, na escola, no trabalho, nas boites, no clube, em qualquer lugar e com qualquer pessoa. Para alguns comentários podem ser inofensivos. Mas para muitas meninas cria ansiedade constante, além de cicatrizes emocionais.

Passam a cortar calorias, fazer dietas malucas, exercícios em excesso. No caminho, trocam uma auto-imagem positiva por outra, negativa. Na internet, nas revistas e nos consultórios, promessas de perda de peso super rápida são não apenas irresponsáveis mas também perigosas, gerando um ciclo de autopunições e desequilíbrios.

Conscientemente sabemos que somos únicos e maravilhosos. Mas no inconsciente quantos brigam querendo ser outra pessoa, ter outro corpo ou outra vida? Querer perder peso pode ser um desejo legítimo, em prol da saúde e bem estar. Mas deve ser algo que se faz por si mesmo e não pelos outros. E deve ser feito com respeito ao próprio corpo, sem punições. 

Tratando-se de uma perda de peso, que seja sustentável e duradoura, que não tire sua paz, seu prazer de viver nem sua saúde muitas estratégias podem ser utilizadas, como meditação, técnicas da alimentação consciente, yoga, relaxamento, além de um cardápio cheio de alimentos nutritivos, coloridos, saborosos, prazerosos. Este cardápio deve conter alimentos que contribuam para a produção de neurotransmissores do prazer e bem estar, nutrientes e fitoquímicos que contribuam para a redução da inflamação corporal. Com isso, o emagrecimento fica fácil e natural.

De forma geral, remova as carnes e alimentos ultraprocessados do seu cardápio. Retire o açúcar e dê preferência a alimentos ricos em gorduras boas (monoinsaturadas e ômega-3) presentes em alimentos como peixes, chia, linhaça. Consuma mais proteínas vegetais, ricas em fibras e aminoácidos que irão aumentar a saciedade. Soja, feijão, lentilha, grão de bico, ervilha, quinoa, cogumelos são ótimas fontes de nutrientes saudáveis. Consuma também pelo menos 400 gramas de frutas e verduras diariamente. Para informações mais específicas consulte seu nutricionista.

Uma dica final: não se compare. Algumas pessoas perdem peso mais rápido, outras de forma mais lenta. Além disso, mulheres precisam lembrar que devido às flutuações hormonais o peso pode se alterar bastante durante o dia e as semanas. Por isso, evite se pesar toda hora. Se quiser se pesar escolha um dia da semana e suba na balança em jejum e sempre no mesmo horário. Anote também se está no período pré-menstrual, se o intestino está funcionando bem, se está inchada...

Ame-se, deixe as críticas de lado e preencha seus dias com coisas interessantes e que te engrandeçam. Aprenda coisas novas, esteja com pessoas bem humoradas e que combinem com você. Ao invés de concentrar-se na dieta, concentre-se nas áreas da sua vida que trazem a você oportunidades de crescimento e amadurecimento.

Deixe seu comentário.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!