Filtro alcalinizador da água: precisamos comprar?

LemonWater.jpg

O pH do sangue varia entre 7,35 e 7,45. A acidose é a condição em que o pH sanguíneo cai para menos de 7,35. Um pH abaixo de 7,1 é uma emergência médica e deve ser tratada rapidamente com bicarbonato intravenoso.

Há um tempo muitos vídeos e posts na internet vêm falando da importância das pessoas ingerirem água alcalina. Defendem que nosso sangue está ácido, que respirar acidifica, viver acidifica, se estressar acidifica gerando na população fadiga, fraqueza muscular, dores abdominais, náuseas, vômitos, comprometendo a respiração.

As empresas de venda de filtros (R$1.500 a R$ 2.500) aproveitaram a neurose geral e foram as primeiras a defender: "quer viver mais? Compre meu filtro e beba apenas água alcalina". É verdade: existem estudos mostrando que o consumo de água alcalina poderia reduzir a produção de substâncias inflamatórias (Ara et al., 2017).

Porém, outros trabalhos mostram efeitos bastante controversos da água alcalina. Nosso corpo na verdade possui formas de se equilibrar. E não acredite em pessoas que prometem a cura, como a do câncer, com uma única estratégia. O tratamento do câncer em geral envolve modificações de estilo de vida, uso de drogas, radioterapia, além de cirurgias.

No caso do câncer existem estudos mostrando inclusive que os ácidos não são tão vilões assim. Por exemplo, o uso de vitamina C (ácido ascórbico) acidifica as células cancerígenas contribuindo para a redução de seu tamanho. 

27e3f18c4ee620c7fc5d0ff36f4fb90d.jpg

Colocar todas as suas apostas na água não parece uma boa ideia. Até porque o efeito de um alimento ou uma bebida não é tão direto em nosso organismo. Por exemplo, o limão tem o pH ácido (2,4), mas seu efeito no corpo é alcalinizante, devido à grande quantidade de sais minerais (como potássio e magnésio) presentes na fruta. Já carnes, assim como laticínios (6,5) tem um pH alcalino mas o efeito no corpo é acidificante. Isto se dá pelos produtos metabólicos gerados quando os aminoácidos caem na corrente sanguínea, como amônia, composto que acidifica o sangue.

O consumo exclusivo de água alcalina também poderia atrapalhar a digestão já que modifica o pH naturalmente ácido do estômago, atrapalhando a produção de pepsina e a quebra das proteínas. 

Se você quer alcalinizar mesmo o sangue a melhor estratégia é aumentar a ingestão de alimentos ricos em magnésio, potássio e cálcio, presentes nas frutas e verduras. Pingue limão ou laranja na sua água para um efeito alcalinizante natural. Quanto ao filtro, a escolha é sua.

Deixe seu comentário.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!