Ervas e condimentos aliviam a enxaqueca

A enxaqueca é resultado de um desequilíbrio bioquímico no cérebro. Suas causas envolvem fatores genéticos, doenças, estilo de vida desregrado ou carências nutricionais. A enxaqueca pode aparecer sozinha ou vir acompanhada de náuseas, irritabilidade, alterações de humor, ansiedade, vômitos, aversão à claridade ou barulhos.  

De pendendo da avaliação médica o tratamento pode envolver o uso de antiinflamatórios, analgésicos e antidepressivos. Melhorias na qualidade de vida também são fundamentais. Descanso, sono, dieta adequada e atividade física fazem parte do tratamento. Ervas e condimentos com propriedades antiinflamatórias também mostram-se importantes coadjuvantes no tratamento.

O gengibre, por exemplo, possui um alto poder antiinflamatório, com um baixo custo. Pode ser usado em chás junto com maracujá, melissa ou angélica. O açafrão, por sua vez, é fonte de curcumina, que possui ação antiinflamatória e antioxidante. Por fim, o Gingko biloba tem sido prescrito por médicos por aliviar a pressão intracraniana.

Nutricionistas podem prescrever fitoterápicos como na associação de tintura de alecrim, tintura de melissa, tintura de dente-de-leão (20 ml/cada), 60 gotas, 2 a 4 vezes ao dia. 

Quanto à alimentação é muito importante descobrir se existem alimentos que desencadeiem o quadro. Falei sobre o assunto em outros posts, que podem ser consultados abaixo.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!
Tags