Fibras e probióticos na dieta enteral de paciente críticos

Não existem dados suficientes para apoiar a utilização rotineira de fibras (solúveis ou insolúveis) em fórmulas de alimentação entérica em doentes críticos. Também não se sabe se as fibras podem causar algum dano em pacientes  hemodinamicamente instáveis, com risco de isquemia intestinal ou motilidade intestinal significativamente suprimida

Já o uso de probióticos deve ser considerado em pacientes críticos pois reduzem a incidência dede infecções, especialmente em pacientes com alto risco de mortalidade. O único microorganismo que NÃO deve ser utilizado é o Saccharomyces boulardii por ser considerado inseguro em pacientes de UTI, podendo gerar fungemia.

Saiba mais no curso online "Terapia Nutricional Enteral e Parenteral". 

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!