Dietas ricas em proteínas não são todas iguais

Revisão sistemática que incluiu 17 estudos com mais de 250.000 pessoas mostrou que dietas ricas em proteínas animais e pobres em carboidratos complexos aumenta o risco de mortalidade por diferentes causas (Noto et al., 2013). Contudo, se a dieta é rica em proteínas vegetais o risco de mortalidade é reduzido (Jenkins et al., 2009). Por isso, inclua mais hortaliças, frutas, castanhas, leguminosas, cereais integrais e cogumelos em suas refeições.

Mortalidade com diferentes dietas:

Uma das explicações é a alteração da microbiota intestinal e inflamação observada em indivíduos que consomem mais alimentos de origem animal (Wang e Jia, 2016).

Mais sobre alimentação e o risco de doenças:

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!