Vitamina B12 e autismo

Muitas crianças com transtornos do espectro do autismo possuem uma reduzida capacidade de metilar o DNA e elevação de marcadores de estresse oxidativo. 

Estudo mediu a vitamina B12 no cortex pré-frontal de indivíduos com TEA e com esquizofrenia. No cérebro destas pessoas os níveis de B12 chegavam a ser 3 vezes menores do que no de pessoas neurotípicas (Zhang et al., 2012). Esta pode ser uma das causas das dificuldades de metilação.

Estudo aleatorizado com 57 crianças mostrou que a suplementação de 75 mcg/dia de metil B12, a cada 3 dias, por meio de injeções subcutâneas, melhorou significativamente a sintomatologia nos TEA. O estudo na íntegra está disponibilizado online (Hendren et al., 2016).

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!