As melhores armas contra o câncer de mama

O câncer de mama é o câncer mais comum em mulheres e sua frequência vem aumentando. Vários fatores de risco foram identificados, como a inatividade física, o consumo excessivo de álcool, a obesidade e hábitos alimentares inadequados. Desta forma, a prevenção envolve justamente a adoção de uma dieta saudável, a prática regular de atividade física e a manutenção do peso adequado. 

Dietas baseadas em plantas são especialmente protetoras já que os alimentos de origem vegetal são fontes de fibras, vitaminas, minerais e fitoquímicos capazes de reduzir o número de toxinas circulantes, reparar o DNA e aumentar o tamanho dos telômeros. Já carnesleite e seus derivados e álcool parecem aumentar o risco de câncer de mama.

Para as mulheres com carência de vitamina D, a suplementação também é importante para a prevenção da doenças. Além disso, atividade física regular é fundamental, já que reduz o risco de câncer de mama entre 10 e 25% por diversos mecanismos (Neilson, Conroy & Friedenreich, 2014).

Dentre estes mecanismos destacam-se a redução do índice de massa corporal (IMC), da gordura abdominal, da inflamação, de hormônios androgênicos e estrogênicos e dos danos ao DNA. O quadro abaixo também aponta a melhoria da imunidade, a produção de substâncias antioxidantes e aumentando do comprimento dos telômeros como importantes mecanismos que reduzem o risco de câncer de mama, particularmente no período pós-menopausa (vide imagem abaixo).

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!