Carência de vitamina D em pacientes com esquizofrenia e autismo

A vitamina D possui uma série de funções imunomoduladoras, antiinflamatórias e neuroprotetoras. A carência da vitamina D tem sido associada a doenças neuropsiquiátricas. Em estudo publicado em 2016 por pesquisadores alemães 60 adultos com esquizofrenia e 23 adultos com transtorno do espectro do autismo foram acompanhados por 1 ano. Foi observada carência maior de vitamina D nestes pacientes em relação a pessoas neurotípicas. Apesar da causa da hipovitaminose D nestes pacientes não ser bem compreendida recomenda-se a suplementação (Endres et al., 2016).

Saiba mais sobre a vitamina D aqui.

Curso online: alimentação e suplementação no autismo.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!
Tags