Uso de probióticos na gestação previne obesidade infantil futura

Pesquisas vem demonstrando há vários anos que a disbiose intestinal materna, ou seja, o desequilíbrio entre bactérias boas (bacteroidetes) e ruins (firmicutes) no intestino da mãe contribui para o desenvolvimento de obesidade na criança.

Em uma revisão publicada pela Nature em 2015 os autores relembram o fato de que a população de bactérias intestinais aumenta durante a gestação e a qualidade das mesmas é influenciada pela diversidade pré-gestacional.

Recomenda-se então o tratamento do intestino, com o uso de probióticos, antes, durante e após a gestação. Converse com seu nutricionista sobre a suplementação mais adequada para você.

Os probióticos são seguros em qualquer fase da gestação e da lactação e trás ainda outro grande benefício: a redução  significativa na frequência de diabetes gestacional.

Clique nos links em azul para acessar os artigos científicos.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!