Vício em comida? Existe tratamento!

food-addiction-substance-abuse.jpg

As pressões da vida fazem com que muita gente busque formas inadequadas de amenizar o estresse. Pode ser o cigarro ou a bebida para uns e a comida para outros. Você acaba de almoçar, chega no trabalho, seu chefe está irritado, o calor está grande, as demandas são enormes. O que você faz? Abre a gaveta e come balas e chocolate a tarde toda? Este (mau) hábito nem é considerado vício pela maioria das pessoas, que justificam: "eu gosto de doces, e daí? Isso não é  vício". Só que açúcar vicia sim e está associada a muitos problemas de saúde. Perceba também se você continua comendo mesmo sem fome e mesmo que sensações ruins apareçam, como dor de estômago ou gases. Ou se larga o trabalho para ir comprar guloseimas ou outros alimentos, mesmo sem fome. Ou se consome o que não deve mesmo estando com glicemia alta, colesterol alto ou outro problema de saúde.

O vício em alimentos também aumenta o risco de obesidade. O tratamento deste vício envolve aconselhamento nutricional, práticas meditativas, estímulo da produção cerebral de dopamina (hormônio do bem estar) por  meios diferentes do açúcar (como atividade física, abacate, tofu, sementes e melancia). 

Se um familiar está lutando contra o vício em alimentos ajude-o a procurar ajuda. Apesar de socialmente aceito, comer  muito não é legal pois pode resultar em uma série de outros problemas físicos (fadiga crônica, dores, doenças renais e osteoporose), psicológicos (baixa autoestima, depressão, ansiedade, tristeza, irritabilidade) e sociais (queda no rendimento no trabalho ou escola, isolamento, falta de prazer em atividades ou hobbies antes considerados interessantes). Encoraje a pessoa a buscar ajuda, dê apoio mas não julgue nem insulte. A mudança de estilo de vida e comportamentos não acontece de uma hora para outra, podendo levar de 6 meses a 2 anos.

No Brasil existem grupos de apoio anônimos em quase todos os estados. Você também pode buscar profissionais ou clínicas especializadas em sua cidade.  Também é importante reprogramar suas crenças pessoais e quanto à comida. Este curso vai te ajudar:

Trabalho com consultorias, treinamentos e cursos online. Saiba mais aqui.

Para os que desejam emagrecer sugiro a consultoria ou a combinação dos seguintes cursos: autocoaching com os cursos de reprogramação emocional e alimentação consciente.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!