A composição corporal

Observe a figura dos dois homens ao lado. Ambos possuem 1,90 metros e 110 kg. O cálculo do IMC revela obesidade grau I (30,5 kg/m2). Porém, a composição corporal destes indivíduos é bastante diferente. Enquanto o primeiro possui um alto percentual de massa magra o segundo possui um alto percentual de gordura corporal.

A diferença de composição faz diferença não só em termos estéticos mas também de saúde. Um alto percentual de gordura, especialmente localizado na região abdominal aumenta a incidência de doenças cardiovasculares e diabetes.

Para manutenção de uma composição corporal com menos gordura, evita-se o consumo de carboidratos com alto índice glicêmico e adequa-se o consumo de proteínas.

Enquanto isso, exercícios de força favorecem o ganho de massa muscular. A diminuição da quantidade de gordura e o ganho de musculatura pode não alterar a composição mas altera definitivamente a forma do corpo.

A gordura possui menor densidade. Ocupa maior espaço no corpo. Já o músculo possui maior densidade, porém ocupa menor espaço no organismo.

Trabalho com consultorias, treinamentos e cursos online. Saiba mais aqui.

Para os que desejam emagrecer sugiro a consultoria ou a combinação dos seguintes cursos: autocoaching com os cursos de reprogramação emocional e alimentação consciente.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!