Mulheres: não abusem da glutamina!

Cuidado com o uso prolongado da glutamina! Apesar de ser um nutriente importantíssimo para a saúde, tanto do intestino (tratamento de enfermidades gastrintestinais), quanto nas terapias anticâncer, na melhoria da resposta imune em pacientes queimados e no aumento da força muscular, alguns estudos vem mostrando que o uso excessivo de glutamina pode aumentar o crescimento do fungo Cândida albicans no corpo. Tanto que a glutamina é utilizada nos laboratórios como um dos nutrientes importantes para o estudo da Cândida. 

Os sintomas de candidíase vão desde fadiga excessiva, dores musculares, tendência à acne, irritação, distúrbios nervosos, compulsão por doces, até comprometimentos digestivos e dores de cabeça. Por isto, nunca faça uso indiscriminado de qualquer suplememento. Consulte sempre seu nutricionista e, no caso da glutamina, tenha ainda mais cuidado se tiver histórico de vaginites causadas por este fungo ou se for portatora do vírus HIV.

Artigos associados:

Galle & Gianinni, 2004   

Cantón et al., 2012 

Padovese et al., 2013

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!