Gengibre facilita perda de peso e aumenta o "bom colesterol"

Estudo publicado este ano mostrou que a adição de 5% de gengibre em pó à dieta de ratos promoveu perda de peso similar àqueles que consumiram dieta adicionada de orlistat, medicamento inibidor da absorção de gorduras. Além disso, nos animais suplementados com gengibre houve um maior aumento do HDL-c  (o "colesterol bom").

O consumo do orlistat pode desencadear uma série de efeitos colaterais como desconforto abdominal, dores de cabeça, dores nas costas, flatulência, esteatorréia e até aumento de infeções do trato respiratório superior.  Já o FDA classifica o gengibre como um alimento seguro, sem efeitos colaterais significativos. Mesmo assim, lembre que alimentos com propriedades termogênicas devem ser evitados por indivíduos que possuam hipertireoidismo ou insônia.

O gingerol da raiz possui ainda propriedades antioxidantes e antiinflamatórias. Também ajuda a combater enjoos, gases, indigestão, náuseas e mal hálito.

O gengibre pode ser consumido em seus chás, sucos, molhos, sopas.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!