Propriedades do chá de boldo

O boldo (Peumus boldus) é uma planta tradicional do Chile, muito utilizada para facilitar a metabollização dos nutrientes e por  suas propriedades hepatoprotetoras.

De acordo com a ANVISA o boldo do Chile pode ser indicado para o tratamento de distúrbios digestivos leves, atuando na redução de espasmos intestinais e tratamento de distúrbios hepatobiliares (fígado e vesícula).

Sua capacidade de destoxificação do fígado também é auxiliar até no tratamento da celulite. Os óleos essenciais das folhas possuem propriedades antimicrobianas contra Streptococcus pyogenes, Micrococcus sp., and Candida sp. O extrato possui alta atividade antioxidante, em decorrência da presença de substâncias que também conferem o sabor amargo à planta, como catequinas, boldina e compostos fenólicos.

Contudo, estas mesmas substâncias benéficas podem prejudicar o feto. Como não existem estudos que avaliem dosagens seguras em gestantes, se estiver grávida não faça ingestão de chá de boldo pois o mesmo pode aumentar as contrações uterinas. Mulheres lactantes também não devem utilizar o boldo do Chile.

Outras contra-indicações incluem: pacientes com obstrução das vias biliares, cálculos biliares, quadros de inflamação ou câncer no ducto biliar e com câncer no pâncreas, pacientes com doenças severas no fígado como hepatite viral, cirrose ou hepatite tóxica e crianças menores de seis anos de idade.

Para saber mais sobre os cuidados sobre a manipulação e preparo dos chás clique aqui.

Para mais chás auxiliares no tratamento da celulite clique aqui.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!