Combate ao câncer

O nutricionista sempre vai recomendar uma dieta variada, colorida, preferencialmente orgânica. O principal motivo é que não existem alimentos que fornecem todos os nutrientes necessários à saúde. Outro motivo para esta dieta variada, principalmente à base de vegetais, é que estes alimentos contém substâncias químicas (fitoquímicos) que, apesar de não serem essenciais, possuem propriedades protetoras, beneficiando o organismo, diminuindo a velocidade do envelhecimento celular e o risco de doenças como o câncer. Apesar dos mecanismos exatos de atuação destas substâncias serem desconhecidos, sabe-se que a nutrição pode modificar o processo de carcinogênese em qualquer estágio. Como já relatado, os vegetais (frutas, verduras, legumes e cereais integrais) são os alimentos que mais contribuem para a prevenção da doença pois contém vitaminas, fibras e uma variedade de fitoquímicos (ver figura abaixo) responsáveis também pela destoxificação do organismo e reversão de estágios iniciais do processo carcinogênico. Em nossa vida a balança deve sempre pesar para o lado direito da figura, no qual estão as substâncias protetoras. Alimentos bastante estudados nesta área e fonte de fitoquímicos incluem:

Uva (polifenóis como reverastrol), beterraba (polifenóis como betacianina), semente de Uva (procianidinas), soja (flavonas), vegetais (quercetina), especiarias como açafrão (curcumina), vegetais crucíferos, como couve, repolho, brócolis, rabanete, agrião (glicosinolatos), alho e cebola (aliina e alicina), chá verde (catequinas).

Apostilas gratuitas - Dra. Andreia Torres:

Manual de tratamento para sobreviventes do câncer

A dieta vegetariana

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!
Tags