Cibercondria

Felizmente a informação sobre tudo é cada vez mais acessível, inclusive na área de saúde. É maravilhoso saber que as pessoas estão se cuidando mais, dando mais atenção ao corpo e à mente. Porém, quando as informações disponíveis na web são usadas de forma inadequada o risco à saúde pode ser imenso. Isto porque alguns podem se autodiagnosticar, chegar à conclusão de que tem determinada doença, procurar o remédio indicado à enfermidade fazendo uma automedicação ou autosuplementação inapropriada e com efeitos adversos à saúde. Indivíduos com tendência à hipocondria podem ver sugestões de produtos na internet e comprar algo de que não precisam.

É importante lembrar que todos os medicamentos podem fazer mal. Tenho amigos farmacêuticos que não fazem uso de medicamentos pois entendem os ricos dos mesmos. Mas para os hipocondríacos, existe a crença infundada quanto à doença, existe também um medo muito forte da morte e por isto muito sofrimento. O termo cibercondria tem sido empregado para estes mesmos indivíduos hipocondríacos que se alimentam das informações que encontram nos sites e buscadores da web. A doença exige tratamento pois o medo e ansiedade extremas podem levar ao transtorno do pânico e à depressão.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!