Potássio

O potássio é um mineral importante para o funcionamento de todas as células. Por exemplo, é essencial para a contração do músculo cardíaco e para o funcionamento normal dos intestinos. Estudos mostram a relação entre o consumo adequado de potássio e a saúde óssea. Várias pesquisas também tem relacionado o baixo consumo de potássio com a hipertensão sanguínea. Assim, o consumo do mineral torna-se importante para a redução do risco cardíaco. Porém, enquanto o consumo de vegetais ricos em potássio mostram efeito negativo a suplementação não parece trazer os mesmos benefícios. Esta é mais comum na hipocalemia, situação em que os níveis do mineral estão diminuídos no sangue. Neste caso o uso do elemento trata sintomas como fraqueza, caibras, distúrbios gástricos e batimentos cardíacos irregulares. Boas fontes dietéticas de potássio incluem frutas e verduras como banana, laranja, abacate, tomate, feijão, batata, salmão, bacalhau e frango.

O uso de suplementos de potássio também deve ser monitorado pois aumentam o risco de diarréia, irritação estomacal e náuseas. Em doses altas podem provocar fraqueza e diminuição dos batimentos cardíacos. O suplemento pode ainda interagir com medicamentos devendo ser evitado junto ao uso de Drogas antiinflamatórias não esteroidais, Inibidores da ECA - Estas drogas são usadas para tratar a hipertensão, doenças cardiovasculares, doenças renais crônicas, enxaqueca e tornam as pessoas mais vulneráveis à hipercalemia (aumento de potássio na corrente sanguínea). Exemplos de inibidores da ECA: Benazepril (Lotensin), Captopril (Capoten), Enalapril (Vasotec), Fosinopril (Monopril), Peridopril (Aceon), Ramipril (Altace) - Heparina, Ciclosporina, Antibióticos como bactrim ou Septra, Betabloqueadores usados no tratamento da hipertensão como Atenolol, Metoprolol e propranolol (inderal), Diuréticos tiazídicos (hidroclorotiazida, clorotiazida, indapamida, metolzaone), Diuréticos de alça como Furosemida (Lasix), Bumetanida (Bumex), Torsemida  (Demadex), ácido Etacrínico (Ederin), Corticosteróides, Antiácidos, Insulina, Fluconazona, Theofilina e laxativos.

Assim, se estiver fazendo uso de qualquer um destes medicamentos é importante testar os níveis de potássio no sangue antes de tomar qualquer suplemento. Nunca comece a tomar suplementos por conta própria. O uso do suplemento com a digoxina - um medicamento usado no tratamento de arritmias - aumenta o risco de reações adversas e tóxicas. 

Além disso, se você é um paciente renal em tratamento dialítico tenha cuidado com o consumo de potássio pois este pode aumentar perigosamente entre uma sessão e outra. Neste caso o potássio deve ser mesmo evitado. 

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!