O peso e a dieta do pai afeta a saúde dos filhos

É sabido que mulheres que pretendem engravidar devem ter uma dieta saudável. Esta  mantém o corpo com reservas de nutrientes importantes e protege as células e tecidos. Além disso, mulheres acima do peso tem maior risco de ter bebês grandes demais e com maior risco de desenvolverem doenças como diabetes em fases posteriores da vida. Agora um novo estudo publicado na revista Nature, mostrou que o peso do pai e que o consumo pelos genitores do sexo masculino de dietas com alto conteúdo de gordura aumenta o risco de doenças metabólicas na próxima geração. Ou seja, a dieta paterna tem papel na programação epigenética da nova geração, possivelmente em decorrência de mudanças no esperma causadas pelo consumo de dietas ricas em gorduras. Epigenética é o processo pelo meio do qual mudanças na expressão e função de genes podem ocorrer, mesmo quando não existem alterações na sequência do DNA. Obviamente, outros estudos com maior número de animais (este foi feito com ratos) e acompanhamento de seres humanos é fundamental. Até para entender o quanto a dieta após o nascimento diminui ou aumenta os riscos de doenças cardiovasculares, diabetes e outras. De qualquer forma, se o casal pretende engravidar, o aconselhável é que ambos tenham uma dieta saudável.
Artigo: Geoff Marsh. Fat fathers affect daughters' healthNature, 2010.
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!