Bisfenol A altera os níveis de testosterona nos homens

Bisfenol A (BPA) é um composto químico controverso utilizado em embalagens de alimentos e bebidas. Vários países baniram o uso de BPA de embalagens destinadas à alimentação de bebês e também de mamadeiras. No Brasil, o bisfenol ainda é liberado em embalagens para todos os públicos inclusive infantis apesar de não existirem estudos formais em humanos mostrando sua segurança total. Quase todos os experimentos foram realizados em camundongos ou ratos desconsiderando que entre os roedores e os humanos existem diferenças na forma como o BPA é metabolizado. De qualquer forma existem evidências de que o contato com o BPA e sua circulação no organismo aumenta o risco de problemas como disfunções hormonais, mal funcionamento pancreático (o que pode conduzir a diabetes), doenças cardiovasculares e obesidade. Atualmente o BPA esteve presente em mais de 90% dos indivíduos rastreados em todo o mundo e, agora, um novo estudo publicado no último volume da Environmental Health Perspectives, mostrou que Europeus estão expostos a cerca de 5 microgramas diariamente e quanto maior a exposição maior o risco de problemas endócrinos nos homens, especialmente aumentos anormais de testosterona no sangue. As repercursões disto não são claras mas o estudo mostra uma vez mais que o bisfenol A realmente atua como um disruptor endócrino, por sua estrutura similar aos hormônios naturalmente produzidos em nosso organismo, o que pode também aumentar o risco de câncer em homens e mulheres. A solução é consumir a menor quantidade possível de alimentos industrializados e embalados.

Artigo: GALLOWAY, T. et al. Daily Bisphenol A Excretion and Associations with Sex Hormone Concentrations: Results from the InCHIANTI Adult Population Study. EHP, 2010.

Para ler as demais matérias sobre bisfenol neste blog clique aqui.

Para outras informações sobre o bisfenol acesse o site o tal do consumo.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar este blog.