Repolho e proteção contra o câncer de mama

Esta semana estou lendo o livro 'Uma maçã por dia', do químico Joe Schwarcz. Estou no capítulo sobre o repolho e os indóis. Estes compostos presentes nos vegetais crucíferos como o repolho, o brócolis e a couve estimulam a produção de enzimas protetoras que desviam o metabolismo do estrógeno (hormônio sexual feminino envolvido no desenvolvimento do câncer de mama e endométrio) para 2-hidroxiestrona, um composto com um potencial cancerígeno baixo. O repolho também é rico em vitamina K, nutriente importante para a saúde óssea.

Se você não gosta do cheiro do repolho evite cozinhá-lo na água, pois com o aquecimento - principalmente se for prolongado - o enxofre se desprende da planta. Para amenizar o problema refogue o repolho cortado em tiras com um pouquinho de azeite e depois deixe-o cozinhando no próprio vapor com a panela tampada e com seus temperos favoritos.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar este blog.