Dinheiro e recessão

O semestre letivo acabou e gostaria de parabenizar os meus alunos que acabaram de concluir o curso. Realmente é um momento muito bonito, especial mas também que traz inseguranças: onde vou trabalhar, haverá emprego, quanto vou ganhar? O início de carreira pode ser mesmo difícil, e isso vale para a maior parte das profissões. O estudo e os desafios estão apenas começando. E o mercado realmente está diferente, há mais concorrência e a verdade é que não existem postos de trabalhos para todos... Esta não é uma realidade apenas no Brasil. A revista americana Today's Dietitian (Nutricionista de hoje) publicou um artigo na edição deste mês intitulado "Fazendo dinheiro em uma economia de recessão". O texto dá dicas de colegas de profissão que encontraram soluções criativas para continuar nos negócios apesar do orçamento apertado dos clientes. Leia os principais pontos e outros comentários:

- Cozinhando com menos - Comer menos na rua é uma das formas de economizar e nutricionistas que trabalham como atendimento domiciliar (trabalho também conhecido como personal diet ou personal nutrition), podem criar pacotes que auxiliem o cliente a comprar melhor, escolher melhor itens mais saudáveis e baratos e também ensinem as melhores e mais eficientes técnicas de preparo.

- Associação entre profissionais - Manter um consultório sozinho é um desafio no início da carreira. Por isto associe-se à outros bons profissionais, como psicólogos, médicos, fisioterapeutas. Você pode iniciar atendendo poucos dias em uma academia, numa clínica de estética ou de emagrecimento.

- Seja perseverante. Tal como no Brasil, nos EUA os recém formados também enviam currículo para cada posto de trabalho anunciado, ligam para empresas... Você pode dar palestras gratuitas (para se tornar conhecido), panfletar na saída de corridas ou outros eventos esportivos. Não desista, uma hora as coisas acontecem!

- Invista. Os cursos por aí são caros, eu sei. Porém, cada vez mais o conhecimento proporcionado pelos cursos de graduação são insuficientes para um mercado cada vez mais exigente. Tente se especializar em uma área, faça cursos, alie-se às pessoas que dominam determinado assunto, leia seus artigos, livros, blogs etc. Tente se especializar em uma área que realmente vá ajudar as pessoas. Talvez em tempo de crise, o investimento em uma consulta de reeducação alimentar seja pequeno mas uma pessoa que tem um problema grave ou que realmente incomode buscará soluções para isto e te procurará se entender que o seu serviço proporcionará um grande ganho em qualidade de vida.

- Faça parcerias. Eu mesma já me beneficiei das parcerias. Ganhei cursos, livros em troca de serviços como palestras, consultas, consultorias...

- Ofereça treinamentos. Se você é bom em uma área, treine outros nutricionistas, outros profissionais de saúde, escreva artigos para revistas e jornais, dê entrevistas. Se exponha mesmo.

- Faça seu próprio marketing. Como um novo nutricionista talvez você não tenha recursos suficientes para abrir um negócio ou contratar uma empresa de marketing. Porém hoje você tem chance de se tornar conhecido sozinho, se expondo na internet. Crie um site ou um blog, dê sua mensagem de forma diferente e eficiente. Ganhe a confiança das pessoas escrevendo de forma simples mas que ajude. Esta é uma forma de ser conhecido não só pelo grande público mas também pelos meios de comunicação e jornalistas.

- Escreva livros. Muitos nutricionistas nos EUA fazem isso, e mesmo que não publiquem em uma grande editora eles os levam e os vendem em palestras ou congressos, criando uma renda extra.

- Não pegue um emprego que não o agrade ou que pague muito pouco. Trabalhar desmotivado fará você parecer incompetente. Isto fechará muitas portas.

- Cobre o preço justo. Cobrar alto demais te tirará do mercado porém cobrar menos do que é cobrado por profissionais sem curso superior desvaloriza o seu serviço e faz as pessoas pensarem que você não é um bom profissional.

Leia mais:

Por quê seu supermercado deveria ter um nutricionista?

Nutricionista ou nutrólogo?

O que faz um nutricionista?

Atuação dos nutricionistas em consultórios

O nutricionista e a fitoterapia

Tem um nutricionista na minha empresa

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!