Gestantes: comer por 2 faz mal para você e para o bebê

Após revisão dos dados de mais de 1.300 gestantes, pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte, concluíram que as mulheres cujo o consumo chega a 500 kcal extras ao dia ganham até 15 kg acima do recomendado. O problema é que o ganho excessivo de peso não só aumenta o desconforto da coluna e articulações mas também a pressão sanguínea e as chances de complicações durante a gravidez e o parto. Além disso, bebês que nascem grandes (e gordos demais) tem também um maior risco de desenvolverem obesidade em fases posteriores da vida.

Comer 500 kcal a mais é conseguido facilmente. Um cheeseburguer com maionese tem 500 kcal, assim como 2 brownies, 1,5 fatias de pizza, 100g de mousse de chocolate ou 2 fatias de bolo. Por isto é muito importante a orientação de um nutricionista assim como é essencial a substituição destes alimentos por outros menos calóricos e a inclusão de mais frutas e verduras na dieta afim de aumentar o consumo de vitaminas e minerais importantes para a mãe e para o bebê. De acordo com o estudo americano foi também observado que as mulheres vegetarianas ganham menos peso na gestação, que o aumento do consumo de gorduras monoinsaturadas, presentes no azeite, nas nozes, nas castanhas e no abacate também promoveu menos ganho de peso, enquanto o consumo de apenas uma porção de alimentos fritos ao dia aumenta o risco de engordar demais em 4 vezes.  Segundo dados apresentados pela Dra. Alison Stuebe,  o consumo de laticínios também está associado com maior ganho de peso nesta fase da vida.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar este blog.