Alimento para o cérebro

Os peixes têm sido considerados alimentos para o cérebro há várias décadas. Um dos motivos é que são ricos em gorduras do bem (ômega-3) e outro é que vários peixes são fonte de vitamina D, também capaz de melhorar a cognição. Esta vitamina também tem propriedades antiinflamatórias e retarda o declínio da capacidade respiratória na asma e na doença pulmonar obstrutiva crônica. A vitamina D também pode ser obtida de suplementos, ovos, leite além de ser produzida em nosso corpo, numa parceria entre fígado, pele e rins.

Indivíduos com síndrome de Down, autismo, gestantes e lactantes devem considerar a suplementação contínua de Ômega-3. Busque mais sobre este assunto neste blog.

Meu curso completo sobre alimentação e suplementação na Síndrome de Down está disponível no Udemy. Clique aqui para acessar.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!