Sentindo-se cansado?

As demandas da vida atual e as poucas horas de sono fazem com que mais e mais clientes relatem sentirem-se fatigados. Definir os níveis de energia de cada um é algo bem subjetivo porém questionários bem construídos, que levem em consideração o estilo de vida, a história de saúde e inquéritos alimentares dão aos nutricionistas dicas que apontam às possíveis causas das queixas. Os principais fatores desencadeantes da fadiga são o sedentarismo, o estresse, a má alimentação e a falta de sono. Porém, doenças como fibromialgia, depressão, infecções, câncer, problemas cardiovasculares ou renais, anemia e desordens hormonais também podem ter como sintoma o cansaço.

No caso da alimentação, a deficiência de alguns nutrientes está relacionada com a fadiga, incluindo ômega-3, ferro, vitamina D, vitaminas do complexo B, zinco e magnésio. Antioxidantes e ômega-3, por exemplo parecem melhorar a memória e o humor, fazendo com que as pessoas também passem a relatar sentirem-se mais energizados. Aliás, estudos tem demonstrado que pessoas mais bem humoradas sentem-se melhor e menos cansadas. Trabalhe então esta característica em você, ande com pessoas de alto astral, faça atividades físicas afim de estimular a produção de endorfinas e coma bem. Alimentos importantes incluem frutas, verduras, leguminosas (como feijão e soja) e cereais integrais - todos ricos em antioxidantes.

Outras estratégias nutricionais importantes:

- Não passe fome! Dietas com poucas calorias diminuem o metabolismo e passamos a nos sentir mais lentos.

- Tome seu café da manhã: este hábito é importantíssimo. Após o jejum noturno nosso corpo está ávido  por nutrientes, principalmente os antioxidantes. Coma frutas, tome sucos batidos com hortaliças, abasteça-se com cereais integrais (pão, aveia, quinua) e mantenha seu metabolismo em alta e pronto para mais um dia.

- Não coma demais: comer pouco não é bom, porém comer demais desvia uma enorme quantidade de energia para a digestão e absorção dos alimentos. Além disso, quando comemos além da conta a produção de insulina é muito aumentada, o que pode gerar uma hipoglicemia e sensações de fraqueza e sonolência.

- Cuidado com as bebidas alcoólicas. O álcool atrapalha o sono e piora a fadiga, já que cobra do corpo uma quantidade de energia para desintoxicá-lo.

- Coma regularmente. Fazer lanchinhos leves entre as refeições principais mantém os níveis de energia em alta. Exemplos incluem castanhas e frutas secas, iogurte com cereal, frutas com quinua ou aveia, sanduíches naturais, sucos antioxidantes e energéticos.

Sugestões de sucos:

  • folhas de capim santo picadas, mel e frutas (pode ser limão, kiwi, morango, laranja, abacaxi);
  • mamão, laranja, caqui e tâmaras;
  • maçã, beterraba, laranja, linhaça;
  • uva, beterraba e guaraná;
  • cenoura, couve, salsinha e maçã;
  • cenoura, gengibre, pepino, couve e laranja.
Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar este blog.