Câncer de intestino

Uma dieta rica em fibras é considerada a principal estratégia no combate ao câncer de cólon. Uma das razões é que as fibras aumentam a velocidade de passagem das fezes pelo intestino, diminuindo o tempo de contato das toxinas com nossas células. Outra razão descoberta agora é que as fibras ativam receptores (GPR109A) com potencial de extermínio das células cancerígenas.

Na edição de abril do Cancer Research os cientistas relatam que o butirato produzido pelas bactérias a partir das fibras, ativa estes receptores os quais por sua vez causam apoptose (morte celular) e reduzem a inflamação (uma das causas do câncer). Já o câncer silencia o receptor modificando quimicamente seu gene, em um processo conhecido como metilação do DNA. Além do consumo adequado de fibras e da adequada colonização do intestino por bactérias benéficas, a niacina (uma vitamina do complexo B) é essencial para que o butirato consiga ativar os receptores GPR109A. Boas fontes de fibras incluem cereais integrais, frutas e verduras. Já a niacina é encontrada em carnes, leite, ovos, frutas secas, legumes, dentre outros alimentos, porém muitas vezes a suplementação é necessária, principalmente se o paciente já se encontra com câncer.

Apostilas gratuitas - Dra. Andreia Torres:

Manual de tratamento para sobreviventes do câncer

A dieta vegetariana

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!