Cuidando da saúde desde cedo

No dia 10/03/09 a associação médica britânica publicou um relatório (Early life nutrition and lifelong health), que mostra as evidências atuais de que a alimentação no início da vida - dentro da barriga da mãe e nos primeiros anos da infância - tem um impacto grande no risco destes bebês desenvolverem doenças crônicas não transmissíveis como cardiopatias, diabetes, obesidade, câncer e até doenças mentais décadas mais tarde. Por isto, se quisermos prevenir o aumento destas doenças mulheres em idade fértil e gestantes devem cuidar muito bem de sua alimentação.

Já os pais precisam dar um bom exemplo para seus filhos, que aprendem a comer alimentos saudáveis por imitação. Apesar de o relatório ter sido produzido na Inglaterra o mesmo se aplica muito bem aos outros países, inclusive àqueles em desenvolvimento já que tanto dietas com baixas calorias podem ser deficientes quanto aquelas com calorias demais. Isto porque pessoas que comem muito pouco tem dificuldade em atingir a recomendação de vários nutrientes. Por outro lado muitos, apesar de comerem em excesso, possuem dietas monótonas e desbalanceadas, com excesso de calorias mas com deficiência de vitaminas, minerais e outros nutrientes protetores. É o que se chama de fome oculta.

Fonte da imagem: http://topnews.in/healthcare/sites/default/files/pregnancy_1.jpg

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!