Deficiência de vitamina D pode causar problemas do coração

A deficiência de vitamina D, tradicionalmente associada com problemas ósseos e musculares, também pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares. Evidências atuais ligam os baixos níveis de 25-hidroxivitamina D com hipertensão, obesidade, diabetes, ataque cardíaco e derrame. Isto porque os baixos níveis da vitamina ativam o sistema renina-angiotensina-aldosterona e os predispõem a hipertensão e estreitamento de artérias e veias.

A deficiência também altera níveis hormonais e a função imune. No artigo publicado no dia 9/12/2008 no Journal of the American College of Cardiology, os autores recomendam suplementos de vitamina D, principalmente aos pacientes em risco para estas doenças. A deficiência de vitamina D é identificada quando os níveis caem abaixo de 20ng/ml. Estratégias propostas pelos autores:

- Dose inicial de 50.000 UI de D2 ou D3 uma vez por semana por 2 a 3 meses.

Terapia de manutenção:

- 50.000 UI de vitamina D2 ou D3 a cada 2 semanas;

ou

- 1000 a 2000 UI de vitamina D3 diariamente.

Exposição solar diária por 10 minutos antes das 10h da manhã.

Fonte da imagem: http://www.scientificpsychic.com/health/vitamin-D-metabolism.gif

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!
Tags ,