Probióticos reduzem risco de câncer de bexiga

O consumo de vários alimentos e nutrientes podem influenciar o desenvolvimento de câncer de bexiga, visto que os metabólitos são excretados na urina, ou seja, passam pela bexiga. Novo estudo publicado pela Dra. Larsson e colaboradores mostrou que o consumo de laticínios fermentados por bactérias (geralmente lactobacillus) pode diminuir o risco da doença. O estudo foi realizado com 82.002 homens e mulheres suecos sem câncer. Os mesmos completaram um questionário com 96 itens alimentares em 1997. Durante os 9,4 anos de acompanhamento 485 participantes desenvolveram câncer de bexiga. O consumo de leite e queijo não diminuiu a incidência da doença porém os individuos que consumiram produtos fermentados (coalhada e iogurte) desenvolveram menos a doença, provavelmente porque as bactérias lácteas suprimiram a carcinogênese e modularam o sistema imune. Para quem não gosta ou pode consumir laticínios, a administração oral de bactérias benéficas (probióticos) tem o mesmo efeito. 

Larsson SC, Andersson SO, Johansson JE, Wolk A. Cultured milk, yogurt, and dairy intake in relation to bladder cancer risk in a prospective study of Swedish women and men. Am J Clin Nutr. 2008 Oct;88(4):1083-7

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar este blog.
In