Dieta ocidental: risco 30% maior de ataque cardíaco

Estudo mundial conduzido por pesquisadores canadenses mostraram (mais uma vez!) que dietas com mais frutas e verduras reduzem o risco de ataques cardíacos em 30%, comparadas às dietas ocidentais ricas em carnes, ovos, alimentos fritos e/ou muito salgados. Para o estudo, dados de 5.761 infartados e 10.646 pessoas saudáveis de 52 países, com idades entre 53 e 57 anos foram comparados. Todos responderam a questionários e foram entrevistados com relação aos hábitos alimentares. As informações foram classificadas em 19 categorias de alimentos, como por exemplo: vegetais folhosos verde-escuros, laticínios etc. Utilizando métodos estatísticos os pesquisadores caracterizaram as dietas seguidas em três grupos: oriental (rica em tofu, soja e molho de soja), ocidental (alto consumo de frituras, carnes, ovos e alimentos salgados) e a dieta prudente (com alto consumo de frutas e hortaliças).

Após o ajuste estatístico para excluir possíveis influências como idade, sexo, atividade física, tabagismo, local de moradia e índice de massa corporal, as análises revelaram que a dieta prudente apresentava um risco menor para ataques cardíacos. A dieta oriental não teve efeitos positivos na redução do ataque cardíaco. Os pesquisadores sugerem que os possíveis benefícios do tofu e outros alimentos com soja podem ter sido cancelados pelo alto consumo de sal dos molhos consumidos no oriente.

Para saber mais: Romaina Iqbal, Sonia Anand, Stephanie Ounpuu, Shofiqul Islam, Xiaohe Zhang, Sumathy Rangarajan, Jephat Chifamba, Ali Al-Hinai, Matyas Keltai, Salim Yusuf on behalf of the INTERHEART Study Investigators.

"Dietary Patterns and the Risk of Acute Myocardial Infarction in 52 Countries. Results of the INTERHEART Study."  CirculationPublished Online October 20, 2008.

Fonte da imagem:

http://www.caswells-moms.com/e-shop/images/categories/FreshFruitVegetable.jpg

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar este blog.