Framboesas inibem o desenvolvimento do câncer

Muitas frutas possuem fitoquímicos e vitaminas antioxidantes capazes de prevenir doenças. As framboesas entram neste grupo. Pesquisadores da Universidade de Ohio examinaram o efeito de framboesas pretas em genes alterados por um carcinógeno químico em células do esôfago de animais.

O carcinógeno afetou a atividade de 2.200 genes no esôfago dos animais, em apenas uma semana, porém 460 destes genes foram restaurados a sua atividade normal após o consumo de framboesas. Estes achados, publicados no em 15/07/2008 no journal Cancer Research, também identificou 53 genes associados ao desenvolvimento do câncer e que, portanto, podem ser alvos importantes de agentes quimioterápicos. De acordo com o pesquisador Gary Stoner, as framboesas contém compostos que atuam diretamente na expressão de genes envolvidos no desenvolvimento do câncer. Estas frutas contém vitaminas, minerais, fenóis e fitosteróis importantes para nossa saúde.

No estudo um segundo agente foi utilizado para restaurar os demais genes a condição normal. Ou seja, as framboesas sozinhas não são suficientes para inibir 100% das células cancerígenas. É por isto que diversos alimentos devem ser utilizados na alimentação pois suas propriedades somadas são capazes de prevenir centenas de doenças. Não esqueçam: a recomendação é de um consumo de 5 porções de frutas e hortaliças ou 400 gramas ao dia.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar este blog.
Tags ,