Intoxicação por Chumbo

O chumbo é um metal tóxico encontrado em fertilizantes, latas (soldas), fertilizantes do solo (com resíduos de incineradores e cinzas de carvão), alimentos enlatados, ossos de animais, whisky contrabandeado (!), panelas ou utensílios de cerâmica revestidos com chumbo e tinturas de cabelo (fixador de cor).

Os sintomas da intoxicação incluem falta de apetite, cefaléia, irritabilidade, distúrbios visuais, dismielinização, encefalopatia, alucinações, convulsões, anemia, alterações no sistema reprodutor, renal e hepático, hipertensão arterial, neoplasia e má formações fetais, hiperatividade em crianças, baixo rendimento escolar, déficit de memória e infecções respiratórias.

A prevenção e tratamento inclui excluir possíveis fontes de contaminação (como tintas), alimentos industrializados ou com agrotóxicos e suplementos a base de ossos de animais.

O consumo de alimentos ricos em vitamina C também é muito importante já que este nutriente reduz a absorção de chumbo e a toxicidade do metal. Alimentos ricos em vitamina C incluem pimentão, laranja, tomate, morango, mamão, kiwi, goiaba, abacaxi, limão, melão, manga, camu camu, brócolis, couve, lichia, acerola e caju. 

Estudos mostram que o alho contém substâncias que também aumentam a eliminação do chumbo (Bautista, Puschner e Poppenga, 2014). O consumo de alho diminui desconfortos associados à intoxicação por chumbo como dores de cabeça, irritabilidade, problemas nos tendões, além de regularizar a pressão arterial (Kianoush et al., 2012).

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!