Mais uma vez o chá verde

Beba chá verde!

Beba chá verde!

A substância ECGC (Epigalocatequina-3-galato) do chá verde pode neutralizar proteínas tóxicas ao sistema nervoso central. Com isto os pesquisadores alemães Dagmar Ehrnhoefer e Jan Bieschke esperam que novas drogas desenvolvidas a partir do ECGC possam ser utilizadas para a prevenção e tratamento de doenças como Parkinson e Alzheimer. O estudo foi publicado no Nature Structural and Molecular Biology* (http://dx.doi.org/10.1038/nsmb.1437).

O chá verde é bastante conhecido por suas propriedades antioxidantes, capazes de reduzir o risco de doenças cardiovasculares, resistência à insulina, desordens autoimunes e câncer. A doença de Alzheimer ocorre pelo acúmulo de proteínas beta amilóides e Tau no cérebro. O chá verde parece atuar de três diferentes formas: reduzindo a formação de placas beta amilóides, reduzindo o tamanho das placas existentes e reduzindo a inflamação no cérebro. 

A epigalocatequina-3-galato (ECGC) também quela os minerais cobre, zinco e ferro, reduzindo a produção de radicais livres e a disfunção mitocondrial no cérebro. 

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar este blog.