Obesidade na gestação

Mulheres grávidas que estão acima do peso ou obesas são mais propensas a dar à luz a bebês mais pesados e o risco deste bebê se tornar obeso é quase 9 vezes maior do que o de crianças que não nascem com excesso de peso. O peso do bebê se correlaciona mais com o da mãe do que com o do pai, mostrando que além das influências genéticas existe também a influência do ambiente intra-uterino.

Em um estudo recente com camundongos, os pesquisadores demonstraram que mesmo quando os animais nascem com um peso adequado, aqueles de gestantes obesas engordam mais do que os nascidos de gestantes com peso normal, quando submetidos à uma dieta hipercalórica.

Para ler o estudo na íntegra:

Obesity at Conception Programs Obesity in the Offspring." It was conducted by the research team of Kartik Shankar, Amanda Harrell, Xiaoli Liu, Janet M. Gilchrist, Martin J.J. Ronis and Thomas M. Badger, all of the Arkansas Children's Nutrition Center, Little Rock, AR. Their findings appear in the online edition of the American Journal of Physiology -- Regulatory, Integrative and Comparative Physiology (doi:10.1152/ajpregu.00316.2007).

O acompanhamento nutricional na gestação é portanto muito importante tanto para a saúde do bebê quanto para a saúde da mãe.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!