Dieta e candidíase vaginal

A candidíase ou monolíase vaginal é uma micose. Presente na maioria dos seres humanos não representa um problema a menos que esses organismos comecem a crescer acima de suas quantidades consideradas normais.

Os principais fatores causadores desta micose incluem o uso abusivo de antibióticos, gravidez, diabetes, infecções, deficiência imunológica, medicamentos como anticoncepcionais e corticóides, uso de desodorantes íntimos ou de roupas íntimas inadequadas, desequilíbrios intestinais e consumo excessivo de açúcares refinados.

O açúcar é o principal combustível da Candida albicans, por isso recomenda-se a retirada de doces, sucos de frutas muito doces e mel afim de sanar o problema e prevenir a recorrência da infecção. Outros fatores dietéticos que promovem o crescimento da candida incluem o alto consumo de laticínios, de alimentos fermentados ou com fungos e de alimentos alergênicos.

O uso de probióticos também é muito importante durante o tratamento e após afim de fortalecer o sistema imune e prevenir novos casos.

Os probióticos são microorganismos que, quando ingeridos, exercem efeitos benéficos para a saúde. Os probióticos mais utilizados na indústria de alimentos são o Bifidobacterium e o Lactobacillus acidophillus que agem produzindo compostos antimicrobianos e antibacterianos.

Os mesmos também podem ser encontrados em suplementos alimentares vendidos em farmácias e drogarias. Consulte seu nutricionista e saiba mais sobre as importantes propriedades dos probióticos.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar este blog.