Chocolate amargo reduz pressão arterial

Um novo estudo alemão, publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA), publicado no dia 04 de julho, sugere que uma pequena quantidade diária de chocolate amargo pode diminuir a pressão arterial sem aumentar o peso ou outros riscos à saúde. Outros estudos já haviam chegado à mesma conclusão. A razão parece ser um composto benéfico do cacau, conhecido como polifenol .

Porém, o consumo exagerado de chocolate geralmente aumenta outros fatores de risco uma vez que neste alimento as quantidades de açúcar, gorduras e calorias são grandes. Por isso, as quantidades consumidas devem ser pequenas e a variedade deve ser amarga, a que tem menos açúcar. Neste estudo, 44 adultos com idades entre 56 e 73 anos, hipertensos, foram divididos em grupos. No grupo 1, os participantes ingeriram 6,3 gramas (30 calorias) ao dia de chocolate amargo (que contém 30mg de polifenóis) , enquanto no grupo 2 foi administrado o chocolate branco que não contém polifenóis. O experimento durou 18 semanas e mostrou uma redução na pressão sanguínea no grupo 1 enquanto não foi observada nenhuma mudança no grupo 2. Apesar das reduções observadas no grupo 1 terem sido pequenas é sabido que uma diminuição de apenas 3 mmHg na pressão sistólica já diminui o risco de infarto em 8%.

Estudos com maior duração ainda fazem-se necessários e não excluem a necessidade de hábitos saudáveis como a prática de atividade física, alimentação balanceada e abstinência de fumo.

Para saber mais: "Effects of Low Habitual Cocoa Intake on Blood Pressure and Bioactive Nitric Oxide: A Randomized Controlled Trial.". Dirk Taubert, Renate Roesen, Clara Lehmann, Norma Jung, and Edgar Schömig. JAMA. 2007; 298:49-60. Vol. 298 No. 1, July 4, 2007.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar este blog.
Tags