O consumo de ômega-3 pode amenizar os sintomas da depressão

Os ácidos graxos ômega 3 podem amenizar os sintomas da depressão. A razão parece ser o aumento da massa cinzenta do cérebro em três áreas que tendem a ser menores em indivíduos deprimidos. As principais fontes de ômega-3 (como o DHA) são os peixes e as cápsulas de óleo de peixe.

Em um estudo conduzido pela Dra. Sarah Conklin, neuroscientista da Universidade de Pittsburgh, foi demonstrado que quanto maior foi o consumo de DHA, menor foi o neuroticismo. Apesar de muitos outros fatores estarem ligados à depressão grave, como a genética, o ambiente e o uso de álcool ou drogas ilícitas, os níveis de DHA parecem ser importantes para a função cerebral, para o estado de ânimo e para a memória. Outras pesquisas mostraram que o consumo de DHA também pode reduzir o risco de demência e Alzheimer, inclusive na síndrome de Down, uma vez que o DHA reduz, por exemplo, a deposição de placas amilóides no cérebro, como mostrado na figura abaixo.

Screen Shot 2015-11-06 at 1.22.06 PM.png

Sabia que o açafrão pode aumentar a produção de DHA? É o que mostra um estudo publicado em 2015.

Meu curso completo sobre alimentação e suplementação na Síndrome de Down está disponível no Udemy. Clique aqui para acessar.

aiba mais:

+ Ômega-3: um antidepressivo natural?

+ Ômega-3 e a desordem de déficit de atenção

Outros posts sobre o Ômega-3 aqui.

 

 

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar este blog.