Modificar os hábitos alimentares é difícil?

A alimentação saudável é uma das chaves para a boa saúde. Por isto devemos fazer escolhas saudáveis que incluam alimentos ricos em vitaminas, minerais, fibras, e pobres em gorduras.

Mas será que você precisa modificar o que come? Se responder sim, a qualquer das perguntas abaixo, o ideal será procurar um nutricionista:

Você tem pressão alta, diabetes, colesterol alto, prisão de ventre ou anemia?
Na sua família existem casos de câncer, doenças cardiovasculares, diabetes ou osteoporose?
Você está acima do peso ideal?
Você tem alguma pergunta sobre os alimentos ou suplementos que deveria consumir?
Você acha que se beneficiaria de uma orientação alimentar?


Bom, se você respondeu sim a qualquer uma destas perguntas, deve estar se perguntando se não terá dificuldades em fazer as mudanças necessárias. A resposta é: provavelmente, porém lembre-se de que até pequenas mudanças podem melhorar sua saúde consideravelmente. A chave é continuar tentando consumir os alimentos indicados além de manter contato com um profissional que possa lhe adudar.

Abaixo algumas sugestões do Guia alimentar para a população brasileira, que o ajudarão a melhorar seus hábitos alimentares:

- consumir diariamente alimentos como cereais integrais, feijões, frutas, legumes e verduras;
- diminuir o consumo de frituras e alimentos que contenham elevada quantidade de açúcares, gorduras e sal;
- escolha os alimentos mais saudáveis, lendo os rótulos presentes nas embalagens;
- limite a ingestão de sal;
- consuma quantidades adequadas de água;
- pratique atividade física!

Minha sugestão é que você faça mudanças pequenas, vagarosamente, já que mudanças rápidas dificilmente são incorporadas ao estilo de vida e, por isso, quase nunca são mantidas.

Inicie, então, com um único passo. Você pode, por exemplo, diminuir o consumo de lipídios, retirando a gordura aparente das carnes, a pele das aves e o couro dos peixes. Prepare estes e outros alimentos grelhados, assados ou cozidos. Evite as frituras e os alimentos refogados. Conseguiu? Ótimo, diminua então a quantidade de manteiga ou margarina no pão, ou a quantidade de molhos para a salada.

Nas próximas semanas, você pode incluir uma nova estratégia, como aumentar o consumo de frutas e hortaliças.

Boa sorte!

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!